Sobre o sono do bebê

Em meu dia-a-dia com mamães e papais, o que eles sempre me questionam e mais tem vontade de saber, além da amamentação, é sobre o sono do bebê. As perguntas são as mais variadas possíveis: “Podemos deixar o bebê chorar no berço?”, “Quanto tempo?”, “Você já leu o livro tal?”, “Qual livro de encantamento você recomenda para a gente?”, “O bebê tem que ter hora marcada para mamar para não atrapalhar o sono?” e daí por diante.

Eu tenho um modo todo meu de encantar bebês e nele não se enquadra qualquer tipo de cerceamento quanto à amamentação e muito menos deixar chorar no berço sem a ternura do contato.

Tenho visto muitas pessoas lidar com os bebês como se eles fossem pequenas máquinas que podem ser manipuladas com algumas doses de sofrimento. Lembrem-se: o bebê acabou de sair de um lugar quentinho, escurinho e apertadinho, onde era saciado de sua fome, sede e carinho a cada toque da água morna na sua pele. A cada encostada no útero da mãe e a cada som do coraçãozinho dela, a proteção não precisava ser pedida, pois era permanente.

Digo sempre que eles terão muito tempo para serem independentes. Estudos mostram que bebês amamentados e acolhidos em suas necessidades são mais independentes e bem sucedidos profissionalmente.

choro-bebe-saiba-identificar-03

O bebê chora porque pede. Ele não sabe falar, então pede. E pede chorando, que é a única linguagem que ele conhece! Pede ajuda para todas as angústias que sentem como, por exemplo, “estou com sono e não consigo dormir, me ajude”, “tem coisas geladas no meu corpo, retire, por favor”, “estou querendo meu peitinho fofinho e quentinho da mamãe”, “quero aquela enfermeira que canta no meu ouvido”, “quero aquele colo forte do meu papai”, “não quero que a solidão tome conta de mim”,  “tenho medo desse lugar tão grande que me colocaram sozinho”, “tenho frio”,  “tenho calor” e, por fim, “quero voltar para o meu ninho”.

Algumas pessoas me falam que fizeram os bebês chorar e agora eles pararam de chorar, ficam no berço e não são mimados. Eu digo, ora, pessoas inteligentes acabam se conformando quando veem que seus pedidos não são atendidos, mas a situação não deixa de ser traumática.

Sempre digo que existe o meio termo. Não precisamos exagerar em nada. Podemos sim, buscar alternativas saudáveis para seu bebê ficar confortável e vocês também.

Um profissional amável e conhecedor dos meandros desse momento tão delicado e comprometido com o bem estar dos atores, consegue ajudar muito nesse processo. E ele não precisa tomar conta de tudo, mas deve ir inserindo os pais nesse contexto de cuidados tão necessários para o bom desenvolvimento relacional entre a família e o bebê.

Não vamos ser hipócritas e obrigar as pessoas a ficarem estressadas por passar várias noites sem dormir e não poderem pedir ajuda porque seriam caracterizados como “pais incompetentes e relaxados”. Cada um tem seu limite e deve conhecê-lo bem para permanecer saudável para cuidar de seu bebê e alimentá-lo. Mãe sem dormir nada e estressada também não é bom, compromete muito o desenrolar do dia-a-dia e da amamentação.

Hoje por vários motivos, muitos jovens pais moram longe de suas famílias e precisam de ajuda nesse momento. O Personal Mamãe Bebê, com a enfermeira Márcia Madeira, deseja que vocês experimentem uma gestação e a chegada de seus bebês com amor, cuidado e atenção.

Um grande beijo,
Márcia Madeira – Enfermeira.

  • Ana Paula

    Oi , estou com uma dúvida! Meu Otávio tem 5 meses e resolvi ensina-lo a dormir sozinho, sem ter que balançar ele no colo. Estava super insegura, com medo de não dar certo mas a primeira semana foi mágica, sem muitos choros e com três dias eu colocava ele no berço e em 5 min já dormia. Até que viajei no final de semana e acabou a mágica, essa semana foi um caos! Muito choro, por 1 hora sem conseguir acalma-lo e as sonecas não passaram de uma hora sendo que semana passada dormia 2 a 3 horas seguidas. Isso tudo durante o dia, por que a noite é um sonho, ele dorme 12 horas!! Queria saber se essa mudança é normal? Uma semana maravilhosa e a outra um caos. Será que tenho que mudar a técnica? E a quantidade de sono diminui tanto assim?? Kkk olha o desespero da mãe!! Desde já obrigada pela ajuda!!

    • Flavia Gomes

      Bom dia, Ana Paula!
      Você está de parabéns, organizou bem o soninho do bebê à noite.
      Temos que entender que quando mudamos a rotina das crianças,
      no seu caso com uma viagem, o bebê sente. Além disso, ele está crescendo e
      a rotina da parte do dia muda mesmo. São muitos estímulos e a criança não quer perder nada.
      As sonecas ficam cada vez mais escassas. Sugiro que ele faça natação ou outras atividades
      afins para gastar energia.
      Mais uma vez te parabenizo pela persistência, abraço.
      Márcia Madeira

  • Silvia

    Boa noite!

    Minha filha está com 1 mês e 05 dias, e não consigo impor uma rotina de sonecas durante o dia. Ela dorme no colo mamando, mas qdo coloco na cama ou carrinho ela fica 5 minutos e chora muito. Como devo agir? Vcs têm alguma assessoria para esses casos e tb para orientar amamentação?
    Obg
    Silvia

    • Olá Silvia,

      Obrigada pelo contato. Sim, nós temos assessoria direcionada para o sono do bebê e também para orientar na amamentação. Deixá-la dormir no colo não é mesmo a melhor opção. Caso você queira a consultoria, por favor, envie um e-mail para a Márcia Madeira, nossa enfermeira responsável pelo Personal Mamãe Bebê para que ela faça uma visita e possa avaliar seu caso mais detalhadamente. [email protected] ou por telefone 8184-0069. Se preferir, pode nos enviar seu telefone para que ela entre em contato direto com você.

      Obrigada e boa sorte.
      Equipe Personal Mamãe Bebê