Empresa brasileira cria embalagem para armazenar leite materno

O projeto, que faz parte do programa nacional Design Export, foi desenvolvido pela empresa paulista Embaquim.

Não é difícil encontrar uma mãe que passou pela experiência de armazenar leite materno quando precisou voltar a trabalhar ou se ausentar no horário das mamadas dos filhos. Para superar essa etapa sem prejudicar o bebê, as mães precisam seguir todo um ritual especial, garantindo que o leite seja guardado em um recipiente de vidro esterilizado e refrigerado para manter todas as propriedades fundamentais para o desenvolvimento do bebê.

Percebendo uma oportunidade de mercado, a empresa Embaquim Indústria e Comércio, de São Bernardo do Campo, que atua no segmento de embalagens, se cadastrou no Programa Design Export, uma iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e do Centro Brasil Design (CBD), que tem por objetivo apoiar empresas brasileiras a desenvolverem produtos inovadores com design diferenciado voltados à exportação. Dessa maneira, em parceria com o escritório de design Grupo Criativo, desenvolveu a embalagem Mãma, uma solução pioneira para manter o leite materno seguro.

“Com a embalagem Mãma, eliminamos a necessidade de esterilizar os potes de vidro com tampas plásticas em casa, além de permitir a correta identificação do volume de leite coletado”, explica Renata Canteiro, diretora da Embaquim Indústria e Comércio. Aos profissionais do Grupo Criativo, ficou a missão de criar um produto diferente, que conquistasse as mães. Foi nesse momento que foram realizadas pesquisas em lojas especializadas e entrevistas com mães sobre hábitos de uso e maneiras de armazenamento. “Depois do protótipo pronto, fizemos um trabalho em grupo com mais mulheres para a validação do produto, marca e embalagem. O projeto foi muito bem aceito e recebemos muitas sugestões válidas”, conta o designer do Grupo Criativo, Rodrigo Leme.

A embalagem impermeável, livre de bisfenol A (exigência deste mercado) com aditivo de hidro-repelente (para que todo o conteúdo seja melhor aproveitado), possui grande capacidade de armazenamento, além de apresentar um bocal de fácil manuseio e resistente à queda e pressão, que evita o desperdício e com informações de uso completas. O produto representa um novo mercado para a Embaquim, que sempre atuou em um segmento business to business e, com o lançamento da Mãma, passou a trabalhar com uma opção de produto que atende diretamente o consumidor final.

De acordo com Rodrigo Leme, o produto deverá conquistar as mães com facilidade. “A marca e embalagem amigáveis seduzem o consumidor. Acreditamos que o projeto oferece mais autonomia. O produto, por ser um sachê horizontal, se auto-sustenta e não se rompe no transporte”, comenta. Além dessas características, a solução também utiliza filme que permite o congelamento e aquecimento diretamente no microondas. Para Renata Canteiro, o programa Design Export contribui diretamente para o sucesso da ideia. “O Programa foi muito enriquecedor para entender as etapas de um processo de design e certamente aplicaremos para novos desenvolvimentos e melhorias nas embalagens”, completa a empresária.

Sobre o Design Export

Ao longo dos dois últimos anos, o Design Export levou a inovação para 60 cidades de sete diferentes estados brasileiros, auxiliando no desenvolvimento de 100 soluções inovadoras voltados à exportação, entre eles produtos, embalagens, marcas, pontos de vendas e serviços. Realizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Centro Brasil Design (CBD), a iniciativa é um programa inédito que apoia empresas brasileiras no desenvolvimento de produtos inovadores e com design diferenciado voltados ao mercado internacional.

Com o objetivo de levar para a indústria nacional uma metodologia simples, didática e objetiva para que as empresas insiram a inovação como parte do processo de desenvolvimento de novos produtos, o programa estimula o uso do design. Sendo assim, o Design Export funciona como uma ponte entre os empresários e os designers, valorizando o design como ferramenta para a inovação. Os participantes recebem apoio para identificar os profissionais mais adequados às suas necessidades e têm acesso a recursos financeiros para a contratação do serviço de desenvolvimento do produto inovador. Mais informações no site www.designexport.org.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa