Depoimentos

Depoimento da Adriana e do Arthur, pais do Matheus, 3 meses.

Eu conheci a Márcia e o Personal Mamãe e Bebe através de um casal de amigos que tinham acabado de ter bebê e foram socorridos pela Márcia no quesito amamentação. Os elogios foram muitos e achei que valeria a pena conhecer. Foi aí que mandei uma mensagem para ela, conheci o site, vi a proposta de palestras e a infinidade de informações de um mundo totalmente novo, pelo menos para mim. A princípio os temas das palestras pareciam semelhantes a várias outras palestras e programas que são próprios para gestantes, por isso o que me chamou a atenção logo de cara foi a possibilidade de fazer o curso em casa. Isso para mim foi um facilitador imenso pois era difícil conciliar as palestras com nossa programação de final de semana, já que elas são sempre aos sábados. Adquiri esse pacote e foi maravilhoso! A Márcia é uma simpatia e além de nos passar várias informações, responder todas as nossas dúvidas ainda divertia nossos encontros (o que ajudou muito nessa fase de tanta ansiedade) e nos prestava “socorro” através do WhatsApp sempre que necessitávamos. Recomendo bastante! Se tornou uma querida para nós.

whatsapp-image-2016-09-20-at-10-37-34

(setembro, 2016)


Depoimento da Letícia, mãe do Efraim, 1 mês e 1 semana.

Revolução na madrugada aqui em casa!!! Descobri o poder do efeito do saquinho de sementes da tia Marcia!!! Melhor que qualquer remédio pra cólicas e do que qualquer método pra fazer bebê dormir!!!
Eu estava com Efraim irritadíssimo no meu colo, cara franzida, chorando, retraindo e esticando pernas – típica cena do seu sofrimento com gases e cólicas que se repete a cada madrugada! Até que lembrei que adquiri o saquinho de sementes!!! E resolvi colocar em ação! Coloquei no microondas e não lembrava por quanto tempo, com 1 minuto já ficou bem quente e perfumado (por conta das ervas dentro!)…
Ao colocar em sua barriguinha parecia que eu estava aplicando um
anestésico! Ele mudou o semblante na hora!!! E ficou extasiado, rostinho de perplexo que começou a transformar num sono arrebatador – assim finda este meu turno! Eu tinha que postar este depoimento agora, perdão pelo horário, mas como a maioria aqui são mães de bebês pequenos, é bem provável de estar virando a noite, assim como eu, e se vc tb já tem o saquinho de sementes, faça um bem ao seu filho: USE!!!!

Obrigada tias Marcia e Michele!!! Agora só me resta fazer a melhor coisa que uma mãe de recém nascido pode fazer: DORMIR!!! Partiu…

(Junho, 2016)


2º Depoimento da Luciana, mãe do Ernesto, 4 meses.

Sempre sonhei amamentar, mas também sempre achei que era algo natural. Comigo não foi. Até a minha saída do hospital o Ernesto mamava bem. O peito escorregava da boquinha mas ele conseguia. Quando eu cheguei em casa tive apojadura… Nem sabia o que era isso. Aí ele não pegava o peito de maneira nenhuma, escorregava da boquinha dele. Foi aí que a tia Márcia apareceu, fez uma bela massagem e me ajudou com a pega. O Ernesto precisou usar o bico de silicone por um tempo, pois mesmo após a massagem nos seios ele continuava tendo dificuldades em manter a tal “boca de peixinho”. E assim deu certo, graças a experiência e competência da tia Márcia que sempre acreditou que eu seria capaz de amamentar e o Ernesto, de fazer a pega correta… foi tão perfeito que depois de um tempo ele rejeitou o bico de silicone, pois queria o peito mesmo.
Outra questão foi o ganho de peso. Aprendi que nem todos os bebês são gordos por mais óbvio que isso pareça. Ernesto não é gordo! Estou aprendendo que os bebês não são uma curva matemática, o importante é que o ganho de peso seja crescente e constante.
Hoje, aos 4 meses, Ernesto segue mamando e eu aprendendo todos os dias: a acreditar na minha relação com ele, meu pequeno grande ser, a observar o seu desenvolvimento sem compará-lo com outros bebês e olhar para ele como um espelho para que ele se constitua como ser a partir do meu olhar. Obrigada, Márcia!!! Aprendi tudo isso com você! A amamentação é um instrumento poderoso que fortalece a relação mãe bebê.

(Junho, 2016)


Depoimento da Luciana, mãe do Ernesto, de 2 meses.

Suspeitei que Ernesto estava com muita cólica e preparei o ofurô. Ele estava muito vermelho, mãos fechadas e contraindo as pernas. Quando ele entrou na água relaxou imediatamente e fez cocô. Preparei outro banho e ele fez outro cocô. Coloquei no colo enrolado na toalha. Ele praticamente dormiu! Ficou muuuuito relaxado, parou de chorar, a cólica passou sem remédio. Obrigada Márcia e Michele, tudo que me ensinaram vale ouro! 💕

(Abril, 2016)


Depoimento da Mariana Ammar.

depoimento

Aleitamento Vóterno

Era uma vez uma mãe perfeita, que iria amamentar exclusivamente no peito, que não daria chupeta e nem mamadeira. 

Era uma vez…

Aí você nasceu, a pessoinha mais linda que eu já tinha visto na vida e, junto com você, vieram os medos, as inseguranças e os problemas. “Deixa dormir o quanto quiser”, uns diziam, “Acorda várias vezes”, outros falavam e a minha tão sonhada amamentação perfeita foi ficando prejudicada.

Aos seus 3 dias de vida, seu vovô foi sequestrado e eu, muito abalada, comecei a produzir menos leitinho. Quando você fez 8 dias, um engasgo seu me fez ficar desesperada e te dar a chupeta. Mal sabia que a minha paz de espírito iria te custar muitos quilinhos a menos e ter um bebê que não conseguia pegar o peito e que chorava de fome.

Aos seus 14 dias de vida, sua bisa teve um AVC e eu, bravamente, prestei os primeiros socorros durante 15 minutos até a ambulância chegar.

Tchau tchau leitinho.

Após visita ao pediatra que constatou sua magreza extrema, foi receitado um complemento na mamadeira, mas eu ainda relutava em ter que te dar a mamadeira pois o sonho da amamentação perfeita ainda deixava esperanças.

Quando você completou 1 mês, constatei que nem uma gotinha do meu leitinho saía e você, garota esperta, não aceitava o complemento na mamadeira! Cuspia, chorava e acabava dormindo de tanto chorar.

Medo.

personal-mamae-bebeSeu papai chamou a tia Márcia, que em caráter emergencial, fez uma programação de engorda pra você e nela, constava a completa retirada do seu Buhbuh ( a chupeta).

A sua confusão de bicos se foi em apenas 2 dias e você começou a acertar a pega, mas ainda não ganhava peso. Eu ainda não havia desistido do seu peitinho e iniciamos a translactação.

Logo cedinho,personal-mamae-bebe2 tia Márcia voltou e nos ensinou a usar a sondinha e o mamatutti, que seriam nossos companheiros de muitos dias. Rapidamente você começou a ganhar peso e a virar outro bebê! Já não chorava mais de fome, dormia tranquilamente e distribuía muitos sorrisos.

Aos seus 40 dias, fiquei muito doente e precisei ser internada no hospital! Logo agora que tudo ia tão bem!! Como faria com seu leitinho??

Aí chegaram a super vovó e o super vovô!! Para você não fazer uma nova confusão de bicos e ter que usar a mamadeira, sua vovó te amamentou com a sondinha grudada no dedinho da mão. Até calor e sede sua vovó sentiu ao te amamentar! E contava sempre com a ajuda do seu vovô que cantava todos os sucessos do Balão Mágico, que eram do meu tempo!!

Você continuou ganhando peso e quando me visitava no hospital, passava todas as nossas horas grudadinha no meu peito. Que alegria o dia que vim pra casa! Recebi o sorriso mais lindo do mundo e passamos o dia juntinhas e você mamando em mim a tarde toda!!

Muito obrigada, papai e mamãe, por terem nos ajudado no sonho de amamentar minha filha no peito, mesmo com toda a dificuldade que tivemos! Obrigada tia Márcia, por nos mostrar que ainda havia possibilidade de desfazer os erros do começo e nos mostrar o caminho a ser seguido. Obrigada, meu Deus por ter me dado forças para não desistir, mesmo com todas as dificuldades!!

E seguimos assim, um dia após o outro, aprendendo juntas e entrando em sintonia. Agradeço sempre a minha família maravilhosa e aos anjos que Papai do Céu coloca na nossa vida.

Mari, mãe da Bibibolinha.

(Março, 2016)


Depoimento da Sulaní Paquier Rossoni, mãe do Gabriel, 2 meses.

Passei a gestação toda procurando cursos em maternidades, não havia mais vaga em lugar algum, pois era fim de ano. Até que, confusa por descobrir que não poderia amamentar, em minhas pesquisas, encontrei o blog e o anúncio sobre o curso ministrado pela Márcia. Foi o melhor encontro que pude ter com uma especialista em mamães e bebês! Fiquei mais segura após o nascimento do meu príncipe, descobri que mesmo com limitações somos feitas pra ser mães e recebi as melhores orientações. Hoje tenho uma amiga e Personal! Obrigada por todo amor Márcia!!

(março/2016)


Depoimento da Lísian, mãe do Pedro, de 5 meses.

Ela nos procurou por estar preocupada com o ganho de peso dele e após a pediatra falar que ele deveria entrar no IA (Introdução Alimentar) antes de completar o sexto mês. Com apenas algumas dicas, a consultora Márcia Madeira fez com a mãe alterasse algumas pequenas rotinas da família e do bebê para conseguir manter a amamentação exclusiva até o sexto mês.

“A troca de experiência é importante para valorizarmos a amamentação. Temos muitos desincentivos a esta prática maravilhosa.” – Lísian Camila

(novembro/2015)


elogio_personal mamae bebe

(outubro/2015)


Em uma quarTessaLobota-feira, entrei em contato com a Márcia, mas conversamos bem por alto e fiquei de enviar um e-mail para ela descrevendo minha bebê. Acabou que por não ter rotina e estar exausta (Ana Luisa não desgrudava de mim nem por um segundo) não tive como enviar. Coincidentemente na sexta-feira eu tinha marcado um novo pediatra para Ana Luisa e na consulta ele me orientou a deixar a Ana Luisa chorar até a exaustão e pegar no sono! Mas na consulta mesmo, ele falou que eu não teria psicológico para educar minha filha dessa maneira (pra sorte dela)! Na sexta-feira mesmo, comecei o método de tortura com minha filha; ela passou o dia todo praticamente chorando. Quando foi a hora de dormir, ela chorou por 5 horas seguidas até pegar no sono! Todo esse tempo que ela chorou, eu estava ao lado dela chorando! E no sábado, quando foi chegando a hora de colocá-la para dormir, me bateu um desespero enorme, liguei pra Márcia novamente, mas dessa vez eu já estava chorando, pois eu estava cansada de não descansar e de ver minha filha chorar (suas pálpebras estavam roxas e inchadas)! E foi nesse dia que a Márcia mudou a minha vida! Com muita calma e atenção, ela me escutou e me auxiliou! Me disse para ter muita paciência e amor com minha filha! E no sábado mesmo, seguindo as dicas dela, minha princesa dormiu cedo, sem stress e sem sofrimento! Me arrependo amargamente de ter deixado ela chorar um dia inteiro e uma noite por 5 horas ininterruptas! Acreditem no trabalho maravilhoso da Márcia! Realmente funciona! Basta ter mesmo paciência e amor! Nossos filhos só precisam do nosso amor! Até meu relacionamento com meu marido melhorou, pois estávamos os dois exaustos e estressados com a situação! Agradeço a Márcia por ter noites de sono tranquila, o que eu pensei que nunca mais teria! Obrigada pelo carinho Márcia! Já te falei antes e falo mais uma vez: você foi um anjo que caiu do céu em minha vida!

Tessa Lôbo, mãe da Ana Luisa (2015)