Você comete esses erros com seu bebê?

Muitas mães desistem de amamentar assim que começam a sentir as primeiras dores nos seios. Sentir um inchaço no seu peito e vermelhidão é realmente desconfortável.

Pode ser que você saiba disso ou não, mas o complemento é um dos vilões para a saúde do bebê porque não tem os nutrientes essenciais que só o leite materno oferece para seu filho crescer saudável.

Daqui a alguns minutos vou falar mais sobre esse assunto polêmico…

E antes do nascimento?

Os pais precisam se preparar psicologicamente para a chegada do bebê, não é?

O medo de querer fazer tudo certo, as cobranças da família e principalmente a ansiedade podem acabar gerando um estresse desnecessário no seu dia a dia…

É muito comum os pais se sentirem irritados por não conseguirem acalmar o bebê quando ele começa com aquele choro bem agudo e intenso…

Ao ponto do bebê ficar com aquela expressão de dor, com o rosto vermelho, testa enrugada e mal conseguir respirar… também fica suado, com as mãos fechadas e perninhas dobradas…

Gente, tudo isso são sinais.

Cada bebê é único. São uma caixinha de surpresas…

Você precisa aprender a linguagem do seu bebê para entender o que está acontecendo, e deve se acostumar com isso porque é assim que ele se comunicará com você.

E não mostre desespero na frente do seu bebê ou quem estiver próximo (mesmo que seja seu marido). Se você quer se tornar uma mãe experiente comece mudando seus comportamentos primeiro.

A verdade é que você vai ter alguns desconfortos nesses primeiros meses de vida do seu bebê. Noites mal dormidas e ainda ter que levantar cansada para trabalhar no dia seguinte…

Mas se você se prepara emocionalmente antes, sua transição será mais tranquila nessa nova fase da sua vida. Sentirá mais confiante e segura para cuidar do seu tesouro mais valioso desse mundo: seu filho ou sua filha.

Você não só terá uma ideia do que está por vir a cada fase da vida do seu bebê, como estará com os nervos mais calmos também.

Você se antecipa para cada situação… e isso é muito bom!

Os cuidados com bebê começam desde a gestação. Começa com você se alimentando direito, dormindo bem e praticando atividade física pelo menos duas vezes na semana.

Há muito tempo se dizia: “agora eu como por dois”. Não é bem assim, você precisa de qualidade e não quantidade.

A primeira coisa que você precisa fazer é procurar uma nutricionista qualificada para preparar uma dieta adequada. Algumas mamães têm enjoos, outras perdem apetite.

Você também precisa fazer exercícios, como aula de pilates para gestantes, yoga ou alguma outra atividade física de sua preferência. Até mesmo meditação ajuda nessas horas porque trabalha muito com a respiração.

Além disso, faça os ultrassons e todos os exames pré-natais. O exame mamário, ginecológico e medida da altura uterina são alguns dos exames necessários.

Outro exame muito importante também é o exame de urina. Os sintomas de infecção urinária nem sempre são iguais quando não estamos gestantes. Se você estiver sentindo contrações ou alguma coisa parecida pode ser infecção urinária.

A infecção urinária acontece muito com quem usa calça jeans, e isso acaba diminuindo sua imunidade e tendo cândida de repetição…

Portanto, use roupas leves, mais tranquilas (não muito abafadas), como vestidos.

Então, fica ligadinha nisso…

É através desses exames que você evita doenças e complicações que podem trazer um parto prematuro ou até mesmo aborto.

Sempre lembre seu médico de anotar tudo no seu cartão pré-natal porque essas anotações são de grande valia caso aconteça alguma complicação no dia do parto.

Aliás, tudo que acontece com você durante a gestação é anotado neste cartão…

O acompanhamento pré-natal é uma das maiores provas de amor que você pode dar ao seu filho quando ele ainda está na sua barriga.

Outra coisa super hiper importante…

Você sabia que tem vacinas próprias para gestantes?

O tétano neonatal quase sempre leva à morte do bebê, então não deixe de tomar essa vacina antitetânica e siga seu calendário de vacinas certinho.

Bom…

Você fez todos os exames, cuidou bem de si mesmo (não esqueça do papai também), se alimentou melhor com seu novo cardápio e pratica exercícios regularmente.

Sua fase de gestação foi perfeita…

Seu bebê nasceu e agora?

Depois do cordão umbilical cortado, será feito o teste de Apgar pelo pediatra logo nos primeiros minutos de vida do recém-nascido. Assim que estiver tudo bem, você precisa colocar seu bebê para mamar o mais rápido possível.

“Márcia, mas o bebê acabou de nascer.”

O bebê nasce com o instinto para se alimentar. Quanto mais rápido você colocar seu bebê para mamar nos seus seios após o nascimento, melhor será sua fase de amamentação.

É o momento propício para ter a pega correta…

O complemento deve ser dado para o bebê só quando ele está com dificuldades com pega e depois de medir o nível de glicemia.

Não dê complemento atoa. Se a glicemia for menor do que 50, ai sim, você pode dar o complemento para evitar problemas futuros.

Você consegue perceber o início dessas reações quando seu bebê fica molinho, sonolento e com tremores nas extremidades. Você pensa que seu bebê está dormindo muito, mas na verdade ele está com hipoglicemia.

Deixe seu bebê bem pertinho de você para estimular a mamar e sentir o cheiro do seu leite, ou pode tirar a roupa do bebê para ver se ele acorda e mama um pouco.

Se ele não quiser acordar de jeito nenhum, pode dar um banho morno.

É neste momento que vem os bicos artificiais para atrapalhar…

“Já que ele não está mamando direito, vou dar mamadeira e chupeta para ajudar. Tô pensando até em botar um bico de silicone.”

Não faça isso! Só use esses objetos com o auxílio de um profissional apto para avaliar se realmente tem necessidade.

Para você ter uma ideia, hoje em dia não pode nem levar chupeta para os hospitais. Chupeta é o maior vilão para uma pega correta…

O hospital normalmente te dá o copinho com o leite artificial… isso aí está certo? Sim, você não pode usar mamadeira ou algo parecido porque o bebê faz confusão de bico.

Quem acompanha meu trabalho, sabe que eu incentivo muito a amamentação. O seu bebê precisa mamar a hora que ele quiser, isso é conhecido como demanda livre de leite.

Tem muitos profissionais que dizem que o bebê deve mamar só de 3 em 3 horas…

Mamada de 3 em 3 horas é só para bebês que mamam leite artificial porque é diferente do leite humano. O leite artificial têm mais calorias, moléculas de gorduras muito maiores do que o leite materno.

Se o bebê mamar leite materno só de 3 em 3 horas vai sentir fome e chorar, e o bebê não deve chorar.

Cada bebê é único e precisamos respeitá-los…

Tem bebê que dorme mais, tem bebê que dorme menos, um mama mais, outro mama menos. Por isso que é errado comparar os bebês porque cada bebê herda o código genético da família.

Como eu disse antes, o leite materno contém os nutrientes essenciais para o crescimento do cérebro. Ajuda no ganho de peso nos primeiros meses de vida e previne uma série de doenças.

O seu bebê terá menos chances de ter diarreias, prisão de ventre e asma. Além de proteger de infecções respiratórias, intestinais e urinárias.

Você quer saber a melhor parte?

Aumenta a afetividade entre você e o seu bebê, e melhora a resposta às vacinas. Sem contar o dinheiro economizado em complementos.

No primeiro encontro pós-parto uma mãe me procurou desesperada dizendo que a filha estava perdendo peso, e que o pediatra pedia para aumentar a quantidade de complemento todas as vezes que consultava.

Nesse mesmo dia eu ajudei e percebi que ela estava em condições para amamentar, então nós fizemos a redução do complemento e pedi para ela intensificar as mamadas.

Oito meses depois nos reencontramos e ela me conta que a filha está super saudável e que todo aquele esforço valeu muito a pena.

Viu como uma simples orientação como essa pode fazer toda diferença?

Algumas mães desistem na primeira dorzinha que sentem, mas esquecem que o corpo da mulher foi projetado para amamentar…

O leite materno é uma maravilha, não é?

Apesar da amamentação ser algo natural, não é fácil não. Você passará pelo período de adaptação para ter a pega correto. No início pode machucar o peito muitas vezes e esse período pode durar uns 10 dias ou mais.

Preparar as mamas antes de amamentar faz toda diferença…

Você pode tomar sol nos seios para trazer mais resistência à pele. Isso facilita a pega do bebê, e o próprio leite materno em contato com a pele ferida ajuda a cicatrizar mais rápido.

Se continuar sentindo dor, persevere! Seu corpo foi projetado para amamentar.

Ver o seu bebê sorrindo depois desse esforço todo é um sentimento único…

E quanto ao sono do bebê?

O bebê dorme mais nos primeiros meses de vida. Só acorda para mamar ou quando alguma coisa incomoda ele.

O que tira o sono do bebê é a irritabilidade. Se o seu bebê não mamar direito, não ficará satisfeito, e consequentemente, não vai dormir bem.

O mais importante é criar uma rotina de sono, um ritual diário que você deve seguir. Se todo dia seu bebê dormir de um jeito diferente (em lugares e horários diferentes), ele não vai saber que aquele é o momento certo de pegar no sono.

Depois de amamentar seu bebê, dê um banho nele. Sempre num ambiente calmo, com poucas luzes e evite movimentação e barulhos na casa.

Se você seguir a mesma rotina todos os dias, com o tempo seu bebê vai associar a hora do sono com o quarto dele. Um aviso importante: não acostume a dormir no peito ou no colo.

Sono do bebê é sagrado…

Então, nada de televisão, luzes ou qualquer outra coisa que possa despertar a curiosidade dele. Se quiser pode colocar uma música baixinha, calma e relaxante.

Você pode colocar alguns sons para fazer seu bebê dormir, como sons de mar, batidas de coração, sons uterinos e as músicas infantis que você já conhece (ou até ventilador).

Quando eu vou na casa dos clientes, eu analiso a luz, os horários e a soneca. Até a roupa do bebê pode estar atrapalhando. Tem mãe que coloca muita, e a criança fica com calor. Tem mãe que coloca pouca, e a criança fica com frio.

Tudo está relacionado ao sono e temos de buscar acertar o que está errado…

Outra coisa importantíssima…

As músicas colocadas durante o dia não devem ser as mesmas da noite. Lembra do que eu disse sobre a criança associar as coisas?

A música certa será o sinal para seu bebê saber que está na hora de dormir…

Viu só? Tudo isso sem choro.

Não gosto da técnica de deixar o bebê chorar até cansar. Acho que com carinho, paciência e perseverança tudo é alcançado. O sono é essencial para o crescimento e desenvolvimento da criança.

Ele precisa dormir bem de dia para dormir bem à noite, se não fica muito irritado…

Vale ressaltar que cada bebê é único. O que funciona para alguns pode não funcionar para outros.

Não há uma fórmula mágica que funciona com todos os bebês…

Só com essas dicas, você já consegue melhorar bastante coisa…

Outra técnica que ensino no meu curso online é massagem indiana, também conhecida como shantala. Banho morno, massagem suave e momento tranquilo é tudo que seu bebê precisa.

Acho que até nós, mamães, merecemos isso também, não?

Brincadeiras à parte…

Se você chegou até aqui é porque está comprometida em se tornar uma mamãe experiente, mais confiante e mais segura.

O motivo de você ter medo de ser mãe ou não confiar em si mesma é porque você não aprendeu como fazer isso.

E a culpa não é sua…

É um universo desconhecido, uma mistura de sentimentos que faz tudo parecer desafiador. Mas a vida se torna muito mais fácil quando você pode contar com um grupo de apoio que acompanha seus desafios diários.

Pensando nisso, eu preparei para você um e-book sobre os 6 Cuidados Imprescindíveis Com Seu Bebê.  

Tenho um bônus especial para você, baixa lá que você vai descobrir!

Então, clique na imagem abaixo para baixar seu livro agora: